Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Acidente aéreo que causou morte de piloto em Patrocínio é investigado pela Seripa
20/02/2020 21:01 em Novidades

Equipes do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos (Seripa) estão na região do Alto Paranaíba para investigar o acidente aéreo registrado em Patrocínio.

O piloto morreu no local e o corpo já foi levado para a cidade natal, no Rio Grande do Sul. A aeronave de insumos agrícolas caiu nesta quarta-feira (19) na zona rural.

As investigações devem apontar os motivos da queda e se houve tentativa de pouso de emergência. As informações sobre a investigação do acidente foram confirmadas ao G1 nesta quinta-feira (20) pelo Seripa. Procedimentos são feitos para apurar os fatos. Não foi informado se a aeronave já foi retirada do local.

Em contato com o Instituto Médico Legal (IML) de Patrocínio, para onde o homem foi encaminhado, foi relatado que o corpo da vítima já foi liberado para a cidade de Montenegro (RS).

Acidente A aeronave de pequeno porte, de insumos agrícolas, foi encontrada no começo da tarde desta quarta-feira em uma fazenda no km 505 da BR-365, em Patrocínio. Segundo o Corpo de Bombeiros, o piloto tinha 31 anos e morreu no local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que também foi até o local, confirmou a morte da vítima.

De acordo com os militares, o avião se chocou com uma rede elétrica, mas não foi possível confirmar se a queda foi por conta do toque na rede ou se já estava com problemas e bateu na fiação. Aeronave e piloto Segundo informações do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), a aeronave, fabricada em 1990, foi comprada em janeiro de 2020.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou por telefone que quanto aos registros, a aeronave estava apta para realizar operações.

O Seripa informou que o piloto estava em situação regular. De acordo com os dados do registro na Anac, a empresa Fenner Aviação Agrícola era a responsável pela operação.

O G1 tentou contato com a empresa tanto através do telefone quanto do e-mail da empresa disponíveis no site e até a última atualização desta reportagem não havia retorno.

Fonte: G1

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE