Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
UFRGS aciona Polícia Federal após ameaça contra alunos do Campus do Vale
20/03/2019 15:59 em Novidades

A UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) acionou os órgãos de polícia após ameaças contra o centro universitário. Mensagens publicadas em fóruns e aplicativos apontam intenções para a realização de atentados terroristas como os de Suzano(SP).

 

O alvo dos bandidos, conforme as mensagens, seria o Campus do Vale, no extremo leste de Porto Alegre. Em uma das mensagens, a intenção é “exterminar mulheres de exatas e negros”. O atentado teria cunho “semelhante” ao ocorrido na escola Raul Brasil na quarta-feira passada. Oito adolescentes foram mortos.

Uma reunião entre os professores e a direção ontem (19) para discutir as ameaças. Diante do risco, a UFRGS decidiu entrar em contato com a PF para que atitudes preventivas fossem tomadas.

Após o encontro, outros docentes e integrantes do grupo técnico foram informados do caso. A orientação quaisquer atitudes estranhas ou suspeitas deveriam ser relatadas à equipe de vigilância da universidade.

A PF (Polícia Federal) confirmou que foi acionada pela universidade. A organização disse que “está dando o devido tratamento à informação”.

Na tarde de hoje (20), a UFRGS se posicionou oficialmente, afirmando que acionou, preventivamente, o setor de segurança da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência). As polícias Federal e Civil e o setor de inteligência da Brigada Militar também foram informadas da situação. A segurança interna, de acordo com a universidade, foi reforçada.

Ainda conforme a Universidade, a instituição não foi a única a sofrer ameaças. O DCE da UFRGS também se manifestou, afirmando que os estudantes querem estudar sem medo (leia abaixo).

Leia a íntegra da nota UFRGS

“A Universidade Federal Rio Grande do Sul, assim como algumas outras universidades brasileiras, recebeu informações de ameaça de atentado no Campus do Vale, semelhante ao ocorrido em Suzano, SP. Diante disso, a Universidade acionou, preventivamente, o setor de segurança da Agência Brasileira de Inteligência [ABIN], polícias Federal e Civil e o setor de inteligência da Brigada Militar e, ainda, reforçou sua segurança interna. A UFRGS tomou essas medidas a fim de proporcionar a manutenção de todas atividades no local com segurança e tranquilidade”.

Nota do DCE da UFRGS

“Queremos estudar sem medo!

Vivemos um cenário de medo no país. Poucos dias atrás, 2 jovens cometerem um massacre na escola em que estudaram, impulsionados por grupos que disseminam o ódio e o preconceito em fóruns na internet.

Hoje, fomos surpreendidos com uma informação, ainda sem confirmação, de uma ameaça contra mulheres e negros na UFRGS, no Campus do Vale.

Estamos em contato com a reitoria da UFRGS e autoridades responsáveis a fim de cobrar o reforço da segurança em todos campi da UFRGS, bem como de confirmar a informação dessa ameaça.

Mesmo que seja apenas uma postagem, sem nenhuma conexão com a realidade, exigimos a investigação e que sejam responsabilizados os responsáveis.

Antes de tudo, exigimos a segurança de toda comunidade acadêmica da Universidade, queremos estudar e trabalhar sem medo.

DCE UFRGS”

COMENTÁRIOS